quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Thank you Embarcadero. Welcome IDERA!!!

Olá você que me segue!

Estou novamente sumido deste meu blog, mas ainda muito presente em tudo que acontece no cenário Delphi atual. Essa minha "volta" é novamente para trazer à tona um assunto bastante importante para nós desenvolvedores delphianos. Se no post anterior falei brevemente sobre o aniversário de 20 anos da ferramenta, agora dou o sinal de "boas-vindas" à IDERA. 

Para quem não sabe, IDERA é o nome da empresa que recentemente adquiriu a Embarcadero, que até então detinha os "direitos" do Delphi como produto. Digo "recentemente" pois não sei precisar exatamente quando se deu tal aquisição. Fato é que exatamente no dia 23 de Outubro de 2015 recebi um e-mail da Embarcadero, sob a escrita do CEO da IDERA, Randy Jacops, comunicando oficialmente essa mudança.

Historicamente falando, para nós da comunidade, esse tipo de mudança de "empresa-mãe" já pode ser considerado algo comum, afinal, quem não se lembra da mudança de Borland para CodeGear, e depois de CodeGear para Embarcadero?

Indo além, deixo agora a minha opinião pessoal sobre o assunto: mediante as experiências passadas com as mudanças anteriores, acredito (e espero) que será algo bastante benéfico para todos - empresa, produto e comunidade de desenvolvedores. Digo isso porque, com certeza, a nova empresa virá com total energia para manter e ganhar mercado, até mesmo para justificar seu investimento. Atrelado a isso, o Delphi deverá preservar sua evolução, tanto para não perder mercado, quanto para angariar novas frentes. Por fim, tudo isso ocorrendo, a comunidade estará muito bem servida em termos tecnológicos, não necessitando migrar para outros caminhos.

Vale lembrar que procurei aqui deixar de lado os problemas existentes e recorrentes na ferramenta e em toda sua cadeia administrativa, os quais não preciso citar, uma vez que são bastante conhecidos da comunidade. A intenção essencial foi dar um sinal de "boas vindas" à IDERA, que inicia agora sua caminhada com o público delphiano e, ao mesmo tempo, sintetizar um "obrigado Embarcadero".

*Texto de cunho pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário